Conjugado (2016)

works

Nesta instalação um arquiteto de interiores é convidado a ocupar uma sala expositiva, projetando um ambiente para uma residência privada onde deverá dispor um conjunto de obras do artista. O arquiteto tem total liberdade para escolher as obras que deseja exibir, com base no portfólio do artista. Cabe também ao arquiteto decidir a natureza do cômodo que será montado, seu estilo, seus móveis, seus acessórios, sua iluminação. Nesta obra o artista cria uma situação expositiva para o trabalho onde não é mais possível ter o controle do processo, reproduzindo uma dada condição da obra de arte em sua passagem do âmbito publico da exibição para o âmbito privado da coleção particular. A obra altera as etapas usuais de intermediação da circulação de trabalhos artísticos, alocando-os em um ambiente que suscita a última instância da cadeia produtiva da arte, a casa do comprador.
31 01 mini Conjugado (2016) 31 02 mini Conjugado (2016) 31 03 mini Conjugado (2016)
31 04 mini Conjugado (2016) 31 05 mini Conjugado (2016)